Pular para o conteúdo principal

Exercícios resolvidos de provas sobre média ,mediana e moda

A média , mediana e moda,são medidas de posição ou medidas de tendencia central que fazem parte de um ramo muito importante da estatística, que é a estática descritiva .

A Estatística Descritiva permite-nos resumir, descrever e compreender os dados de uma distribuição usando medidas de tendência central (média, mediana e moda) e medidas de dispersão (valores mínimo e máximo, desvio padrão e variância).

Muitas vezes , a média ,ela é um pouco injusta com a gente sabe porquê ?


Imagine o seguinte : Estamos em uma festa com duas pessoas(Pedro e Niko ) e só tem 2 bifes . Só que acontece o seguinte : o pedro por ser guloso vai escondido e come os 2 bifes...Em media ,cada um deles comeu um bife porque a média diz-nos que havia um bife para cada pessoa mas não nos diz como é que os bifes foram distribuídos.

Esta é uma das razões pelas quais os dados estatísticos que se apresentam em relatórios de investigação terem frequentemente duas ou mais medidas descritivas associadas. Por exemplo, o valor da Média (medida de tendência central) é frequentemente apresentado em associação com o valor do Desvio Padrão (medida de dispersão).

Média Aritmética simples

A média aritmética simples vai ser sempre igual ao somatório de todos os números divido pelo quanto que eles são.

Exemplo 1

Calcule a média de notas dos alunos da turma referida.

   Solução

Resposta : a média de notas dos alunos da turma A-1 é de 7.67

Média aritmética ponderada 

A média  ponderada é similar à média aritmética simples . A diferença, entretanto, é que na média aritmética  simples cada elemento a ser calculado contribui com o mesmo peso, enquanto que a média ponderada leva em consideração a relevância (peso) de cada termo, logo, existem termos que contribuem mais que outros no ato de calculá-la.


A média ponderada é igual ao somatório dos produtos dos valores divido pelo somatório dos pesos.

Exemplo 2

Um professor aplica o seguinte critério de avaliação para seus alunos: a prova tem peso 4, a lista de exercícios tem peso 2 e a apresentação de trabalho tem peso 4. Sabendo que um aluno obteve 5,0 na prova, 5,0 na lista de exercícios e obteve 8,0 na apresentação do trabalho, Qual é a média final desse aluno ?

Solução

A primeira coisa a fazer é associar o peso com a sua respectiva nota ,ou seja , o peso 4 da prova com 5,0 que o aluno obteve na prova, o peso 4 da apresentação com o 8,0 que obteve na apresentação da mesma, bem como , o peso 2 da lista de exercícios com o 5,0 que o aluno obteve .

Resumindo :   Somatórios de notas = 5,0*4 + 8,0*4 + 5,0*2 = 20+32+10 = 62 ,  Somatório de pesos = 4+4+2 = 10
Mediana

Para calcular a mediana devemos, em primeiro lugar, ordenar os dados do menor para o maior valor. Se o número de observações for ímpar, a mediana será a observação central ou seja, será somente um único valor que fica no centro. Se o número de observações for par, a mediana será a média aritmética das duas observações centrais.

Exemplo

Em uma escola para idosos , foram registradas as seguintes idades : 65, 72, 70, 72, 60, 67, 69, 68.

Ordenando os valores temos: 60, 65, 67, 68, 69, 70, 72, 72. Como o número de observações é par, a mediana é dada pela média dos dois valores centrais que são 68 e 69, isto é:

Moda

É o número que mais aparece em uma distribuição ou conjunto de dados que temos para analisar.

Exemplo

Com os dados 3,3,4,7, a moda é Moda = 3

Com os dados 3,3,4,4,7, há duas modas: Moda = 3 e Moda = 4. Dizemos que é um conjunto de dados Bimodal.

Com os dados 3,4,7,9,13,16, não há Moda.

Exemplo

Qual é a moda entre os números 1,4,5,8,2,1 e 9 ?

Podemos perceber que todos aparecem uma vez exceto o número 1 que vem 2 vezes, então a nossa moda é o 1 .


Medidas de dispersão ( Variância e Desvio Padrão )

Variância

É igual ao somatórios dos quadrados das diferenças entre cada observação e a média aritmética delas dividido pelo número de observações.
Para o cálculo de variância utilizaremos a seguinte fórmula :
Obs: essa formula pode ser feita para qualquer número de observações ou valores..nessa fórmula colocamos para 3 elementos,mas ela é extensiva para 20,50,60 ou n observações.


Desvio Padrão

O Desvio Padrão é a raiz quadrada da Variância , ela indica o que em média os valores de uma observação se afastam pra cima ou pra baixo em relação a media aritmética calculada.

Exercício 1

Calcule a variância e o desvio padrão do seguinte aluno:

Solução

Primeiramente temos que calcular a média aritmética simples das observações.

   Cálculo da variância
  
   Continuando, vem que :

Cálculo do Desvio Padrão

Isso indica que o desvio das notas em relação à média é de 1.3 pontos.

Exercício 2


A tabela que se segue é demonstrativa do levantamento realizado por determinado batalhão de Polícia Militar, no que se refere às idades dos policiais integrantes do grupo especial desse batalhão:
Calcule a moda, média e mediana dessa distribuição .

    Solução

Cálculo da média

A gente sabe que a média é o somatório de todos os números divido pelo quanto que eles são, mas nesse caso os números, eles tem uma relação com alguma coisa,ou seja, números de policiais em relação a idade... por isso sempre que acontecer que os números são em relação a idade,sexo ,peso de cada notas ou então gols marcado em relação a x jogos e etc..devemos sempre utilizar a média ponderada
Continuando o exercício, teremos que :

Cálculo da moda

A moda é o número que mais aparece em uma distribuição ou conjunto de dados que temos para analisar. Então , nesse caso o número que mais aparece é o 30 porque se a gente observar a a idade de 30 anos é que mais aparece no batalhão com 25 policiais .

Cálculo da mediana

A mediana é o termo do meio quando colocamos todos em ordem do menor para o maior valor:

São 85 termos no total, o do meio é o termo de número 43, ou seja, 30 anos.

Exercício 3

Entre 100 números, vinte são 4, quarenta são 5, trinta são 6 e os restantes são 7. Determinar a média aritmética deste conjunto de números.

Solução

Devemos imediatamente entender o seguinte : eles são no total cem números e destes números, o 4 aparece em 20 momentos, o 5 aparece em 40 momentos, o 6 aparece em 30 momentos e o restante são 7 números que não sabemos quantas vezes aparecem. 

Mas se a gente somar os momentos teremos que 20+40+30 =90 momentos , então o restante aparece em 10 momentos porque temos 100 números . 

Como esses números estão relacionados a alguma coisa que neste caso é o número de vezes ou momentos que eles aparecem, temos que multiplicar o número e a quantidade de momentos que ele aparece


Agora vamos dar o xeque mate


Exercício 4

Considere que um grupo de alunos tenha tirado as seguintes notas em uma determinada matéria.

Pede-se :

A.4 - Determinar a média, mediana e moda

B.4 - Determinar a variância e o desvio padrão .

Solução A.4

Média

Mediana

A gente viu lá trás que quando o número de observações for par, a mediana será a média aritmética  das duas observações centrais quando colocamos todos os números em ordem do menor para o maior valor, ou seja :


Moda

A moda é o número que mais aparece em uma distribuição ou conjunto de dados que temos para analisar. Então , nesse caso o número que mais aparece é o 3.

Solução B.4

A Fórmula de variância(visto anteriormente) é dada por :

Substituindo (para 10 valores)



Continuando...

Para calcular o desvio padrão utilizaremos a seguinte fórmula

Com esse resultado, podemos concluir que o desvio das notas em relação à média é de 2,6 pontos.                                              
Exercício 5

Encontre a mediana dos seguintes dados :


Solução

Como no exemplo anterior, temos que começar por reorganizar os dados em ordem do menor para o maior.

Em seguida,vamos inspecionar os dados para encontrar o número que se encontra no meio.

Podemos ver que vamos acabar com dois números (4 e 5) no meio.

Neste caso podemos resolver a mediana, encontrando a média desses dois números da seguinte forma:
Exercício 6

Localizar a média do conjunto de idades na tabela abaixo


Solução

O primeiro passo é encontrar o número total de idades, que podemos chamar de n. Uma vez que vai ser tedioso para contar todas as idades, podemos encontrar n somando-se as frequências(o número de pessoas do conjunto dado).

Em seguida, precisamos encontrar a soma de todas as idades. Podemos fazer isso de duas maneiras: podemos acrescentar cada idade individual, que será um processo longo e tedioso; ou podemos usar a frequência para fazer as coisas mais rápido.

Uma vez que sabemos que a frequência representa quantos de que determinada idade existem, podemos apenas multiplicar cada idade pela sua frequência, e, em seguida, somar todos estes produtos.

O último passo é calcular a média dividindo o somatório por n
Exercício 7

Suponha que parafusos a serem utilizados em tomadas elétricas são embaladas em caixas rotuladas como contendo 100 unidades. Em uma construção, 10 caixas de um lote tiveram o número de parafusos contados, fornecendo os valores 98, 102, 100, 100, 99, 97, 96, 95, 99 e 100. Calcule as medidas de posição (média, mediana e moda) para o número de parafusos por caixa. 

Solução

Cálculo da média

Você lembra que a média aritmética simples vai ser sempre igual ao somatório de todos os números divido pelo quanto que eles são ? pois é, vamos aplicar esse conceito e buscar a solução

Cálculo da mediana

A mediana é o termo do meio quando colocamos todos em ordem do menor para o maior valor, portanto :

Ordenando os valores temos:

Como o número de observações é par, a mediana é dada pela média dos dois valores centrais que são 99 e 99, isto é:

Mediana = (99+99)/2 = 99

Cálculo da moda

A moda é o número que mais aparece em uma distribuição ou conjunto de dados que temos para analisar.

Moda = 100

FAÇA A PROVA OU SIMULADO  

Cada questão da prova vale 5 pontos .

Questão 1

Se o exame final em um curso de engenharia tem peso 3 e as provas correntes peso 1, e um estudante obteve 85 pontos naquele exame, 70 e 90 nas provas. Determine sua média.

Questão 2

Em uma companhia francesa que tem 80 operários, 60 recebem 60 euros e 20 recebem 40 euros, por hora. Determine o salário médio por hora.


Foi útil ?  Clique aqui e curta nossa página no Facebook 

Comentários

  1. Excelente! Estou cursando o 1° período de psicologia e estava desesperada com a prova de estatistica. Aqui consegui aprender a calcular a media, mediana e moda com tranquilidade. Que venha a prova! Obrigadaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário...desejo uma ótima prova pra você.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Olá Sr.Alex !
      Nós é que agradecemos o seu reconhecimento ...Estamos juntos..bons estudos

      Excluir
  3. olá eu spu de África em Moçambique. também gostei.... agora, é possivel ter explicações on line aqui?


    meu Whats app: +258 84 41 35 755 email: lourenco.demacaze@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sr.Lourenço ...Agrademos sua mensagem, ainda mais por vir do Berço da humanidade...Por enquanto ainda não é possível mas, estamos abertos para tirar qualquer duvida relacionada aos temas abordados aqui...bons estudos

      Excluir
  4. olá eu spu de África em Moçambique. também gostei.... agora, é possivel ter explicações on line aqui?


    meu Whats app: +258 84 41 35 755 email: lourenco.demacaze@gmail.com

    ResponderExcluir
  5. Muito bem explicado o assunto...muito bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom...isso nos incentiva ainda mais....bons estudos

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Respostas
    1. Obrigado pelo feedback ! volte sempre

      Excluir
  8. Não eram 5 questões na prova? Só vejo duas... :(

    ResponderExcluir
  9. Respostas
    1. De nada.Obrigado pelo feedback...bons estudos

      Excluir
  10. Respostas
    1. Que bom Adriana...Volte sempre que precisar...curta nossa página no Facebook

      Excluir
  11. Muito bom, me ajudou bastante!Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina! nós é que agradecemos a sua visita...não esqueça de curtir nossa página no facebook.

      Excluir
  12. Boa tarde.

    Nesse exercício: -8, -5, 0, 0, 0, 1, 4, 5, 6, 7, 8, 10, 13, 16

    A mediana na verdade seria 5..
    Houve um erro de digitação, separando o 10 em 0 e 1

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde..

    No exercício que trata da mediana em:
    -8, -5, 0, 0, 0, 1, 4, 5, 6, 7, 8, 10, 13, 16..
    A mediana deveria ser =5;
    Provavelmente houve um erro de digitação, separando o valor 10 m 0 e 1..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI boa tarde ! Obrigado pelo feedback...A questão está certa, acontece que quando cheguei no número 10 coloquei dois risquinhos,no 1 e no zero,ou seja,ficou parecendo que eram dois números distintos...Já já irei corrigir...Obrigado

      Excluir
  14. MUITO OBRIGADA, ME AJUDOU MUITO.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Um dos melhores que eu fiz até agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa ! ficamos felizes em saber. Obrigado pelo feedback

      Excluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  19. Me ajudou bastante, obrigada...Só não entendi porque o exercício 7 não pode-se calcular igual ao exercício 2. Fiquei confusa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dianelys. o exercício 7 é sobre média aritmética e o 2 é sobre média ponderada . Obrigado pelo feedback

      Excluir
  20. Na questão 04, a variância foi calculada usando o denominador n (10), quando deveria ser n-1 (9). :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe dois tipos de variância :

      A variância populacional que considera todos os elementos da população que nesse caso é n(10). E a variância amostral que explicarei nas próximas linhas.

      Se quiséssemos calcular a quantidade de alunos acima da média utilizaríamos a fórmula da variância amostral que nesse caso seria n--1 (9).

      Conclusão : como queremos calcular a variância das notas desse grupo e não somente daqueles que estão acima da média ,utilizamos n(10).

      Obrigado pela pergunta. “O começo da sabedoria é encontrado na dúvida; duvidando começamos a questionar, e procurando podemos achar a verdade.”
      ― Pierre Abelard

      Excluir
  21. Muito obrigado pelos conhecimentos que me saciastes visto que eu estava dúbio com este tema.

    ResponderExcluir
  22. Foi utilíssimo,preparei um plano de aula (grata)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

Exercícios resolvidos de provas sobre espaço amostral e probabilidade de um evento

Esta lista de exercícios , é resultado de um estudo amplo com o objetivo de descomplicar a análise de espaço amostral e probabilidade de eventos sem utilizar aqueles métodos como Diagrama em árvore e tabela de dupla entrada (produto cartesiano) que muitos professores utilizam para dificultar um pouco o entendimento de probabilidade.

Os exercícios estão divididos em 3 seções : Seção de exercícios Básicos ,Seção de exercícios com um certo grau de dificuldade e uma seção sobre prova teste ou simulado.

Definições

Espaço amostral (S) 
É o espaço de amostragem de todos os elementos de um experimento probabilístico .
Por exemplo: no lançamento de uma moeda,os elementos pertencentes a uma moeda, são : a cara e a coroa, somente é possível obter ou cara ou coroa e o nosso espaço amostral será : S={ cara, coroa }, um outro exemplo bacana é o lançamento de um dado que pegando o mesmo raciocino , todos os elementos pertencentes a um determinado dado, são os números { 1,2,3,4,5,6 } que estarão for…

Exercícios resolvidos de provas sobre derivadas aplicando as regras de diferenciação

Para calcular a derivada de uma função que seja derivável, em determinado ponto do seu domínio, podemos sempre usar a definição.

Mas, dependendo da função, isto pode significar bastante trabalho e pode ser evitado usando regras de diferenciação, evitando assim complicados cálculos de limites.

Em que consistem as regras de derivação ?
Resumidamente podemos afirmar que se o cálculo de derivadas usando a definição é meio complexo e gasta mais tempo , usando as regras de diferenciação as coisas ficam um pouco mais tranquilas devido a rapidez na execução e obtenção dos resultados.

Entretanto, aplicar as regras de derivação consiste em usar estes conhecimentos para, a partir das derivadas de funções mais simples, determinar as derivadas de funções que delas se obtêm por meio das operações.

Simbologia
A derivada de uma função f, na variável x , é uma função, que representamos por f ' .
Regras a seguir :
Sejam f e g funções diferenciáveis : 
Está regra afirma que a derivada de uma constante…

Tudo sobre integrais definidas e exercícios resolvidos com comentários

Definição

A Integral definida é um tipo de integral que tem um valor inicial que denominamos de limite inferior e um valor final que chamamos de limite superior . Resumidamente a integral definida entre a e b é a integral indefinida em b menos a integral indefinida em a .

Teorema fundamental do cálculo
Muitas vezes , a gente ouve falar do teorema fundamental do cálculo e tem dificuldade de entender, porque nem todo professor tem paciência de explicar todo esse trem , mas vamos nessa !
O teorema fundamental do cálculo é a base das duas operações centrais do cálculo, diferenciação e integração, que são inversas uma da outra . Isto quer dizer que se uma função contínua é primeiramente integrada e depois diferenciada (ou vice-versa), volta-se na função original. 
Exemplo :Seja f(x)=2x, Calcule a sua integral  e derive o  resultado para chegar a função original 2x.
Sabendo que a constante c é um número , vamos derivar o resultado para chegar no função original.
Depois dessa demonstração , …

Exercícios resolvidos de provas com comentários sobre distribuição binomial

"Em nossas loucas tentativas, renunciamos ao que somos pelo que esperamos ser".William Shakespeare

Antes de entrar no assunto principal vamos entender o que é fatorial de um número que tem como simbolo o n!

Na matemática, o fatorial de um número natural n, representado por n!, é o produto de todos os inteiros positivos menores ou iguais a n. A notação n! foi introduzida por Christian Kramp em 1808.

Exemplo: Calcule o fatorial dos números 0,1,2,3,4 e 5 .

Solução

0! = 1
1! = 1
2! = 2.1 = 2
3! = 3.2.1 = 6
4! = 4.3.2.1 = 24
5! = 5.4.3.2.1 = 120.

Observação: O zero não entra nesta definição, pois se multiplicarmos todo o produto de n até 1 por zero teremos zero como resultado.


O que é uma distribuição binomial?

Em estatística, a distribuição binomial é a distribuição de probabilidade do número de sucessos numa sequência de n tentativas.

O que devemos saber sobre essa distribuição?

Vamos entender as caraterísticas de um experimento binomial

Um experimento binomial é um ensaio estatíst…